O MELHOR DA CONSTRUÇÃO INCLUSIVE NOS PREÇOS

+

DICAS

Dicas de Construção em Geral [+]

Por que contratar um arquiteto?

Arquitetos são profissionais com formação, experiência e visão global para antecipar situações de planejamento arquitetônico e urbano procurando:

a)otimizar custos

b) prever etapas do processo construtivo auxiliando na realização de um programa arquitetônico que se adeqüe às demandas de utilização

c) definir espaços, especificar os materiais adequados e a técnica construtiva pertinente, com total atenção às qualidades estéticas.

Ao considerar a expansão de suas instalações comerciais, a construção de um novo imóvel ou a reforma de sua residência, por exemplo, a orientação de um arquiteto pode conduzi-lo ao desenvolvimento de soluções criativas com responsabilidade, a partir da compreensão das suas necessidades pessoais ou comerciais, com significativos ganhos na eficiência, conforto e produtividade.


Fundações

Na execução das fundações, o fundo de valas e buracos de sapatas devem ser sempre bem apiloados (socados e nivelados). Depois devem receber uma camada de brita 2 para que a ferragem seja depositada.

Entre a brita 2 e a ferragem devem ser colocados espaçadores plásticos.

Desta forma o concreto lançado ocupará este espaço entre a ferragem e o solo evitando o contato desta com a umidade e conseqüentemente a oxidação da mesma.


A compra do Terreno

Um dos principais questionamentos pelos quais se depara quem quer construir seu imóvel é a escolha do terreno. Nem sempre são levados em consideração itens importantes, que depois poderão ser motivos de insatisfação para o novo proprietário.

Alguns aspectos, desfavoráveis na hora da compra, devem ser observados, a saber:

a) A facilidade de acesso ao lote, tendo vias de acesso que possibilitem chegar ao mesmo.

b) A existência no local de rede pública de água, energia e esgoto. A existência destes itens, já representaria economia inicial na construção da obra, pois seria necessária água para compor concreto, argamassas e utilizá-la no banheiro dos operários durante a obra; sua falta implicaria a construção de poço artesiano. A existência de rede de esgoto evitaria a construção de fossa séptica para os operários e futura residência.

Ao verificar a existência de rede elétrica no local, observe se há fiação aérea no local, que em alguns locais poderá vir enterrada. Lembre-se antes de construir, quando solicitar ligação à concessionária, informar a mesma sobre a planta do imóvel, bem como a potência a ser instalada no canteiro de obra.

c) O terreno deve preferencialmente ser plano, com leve inclinação para a rua em locais onde a drenagem urbana for eficiente. Certifique-se com a vizinhança se não ocorrem alagamentos em dias de chuva.

Na escolha de terrenos em aclive (inclinados acima do nível da rua) ou em declive (inclinados abaixo do nível da rua), considere na fase de execução de sua obra, os gastos com movimento de terra (corte e aterro) e alvenaria de contenção.

d) Verifique se o solo é resistente e capaz de suportar o prédio a ser construído, evitando assim, a utilização de uma fundação de alto custo. Execute uma sondagem, para saber o perfil do terreno, outra alternativa é consultar a vizinhança, diligencie no sentido de saber se nas construções contíguas existem fissuras nas paredes, qual o tipo de fundação utilizada.

e) Dentro de uma mesma quadra, com vários lotes, dê preferência aquele lote que mais recebe a luz do sol e ventilação.

f) Consulte o Código de Obras e Zoneamento de seu município, que versa sobre recuos e número máximo de pavimentos permitido para seu imóvel, bem como, a possibilidade ou não de futuras desapropriações. Lembre-se, que dados técnicos como recuos e número máximo de pavimentos, serão limitantes para que um profissional legalmente habilitado faça o seu projeto.


Telhados- Infiltração e goteira

Se você constatou uma goteira no teto da sua casa, ou infiltração pela laje e até mesmo mofo perto do teto, primeiro é preciso saber a origem do problema. Em época de chuvas é que esses problemas mais aparecem. Normalmente, estão relacionados à cobertura ( telhado ) da sua casa.

Se o problema for muito grave – por exemplo, o teto está ficando encurvado com o volume de água, a qual está caindo em grande quantidade dentro de sua casa – não pense duas vezes: é preciso tomar uma providência urgente. Se você percebe que sua segurança está em risco, talvez seja até preciso chamar o corpo de bombeiros. Se for possível, retire os móveis do local. Mas, se não for esse o caso, talvez até você mesmo possa solucioná-lo.

É possível que algum cano tenha estourado – alguma coluna d’água que desce da caixa d’água, por exemplo. Nesse caso, feche o registro geral imediatamente e abra as torneiras para esvaziar os canos. Se houver aquecimento e você tiver canos de metal, deslique-o, para não danificar os canos.

Se, por acaso, existir algum vazamento perto de tomadas ou se água estiver saindo por elas, desligue imediatamente a chave geral, para não correr riscos. Tomadas, lustres e acendedores são os que mais representam risco, quando a água de chuva escorre através deles. De maneira alguma deve-se ligar o interruptor e acender a lâmpada quando estiver pingando água, pois isso pode provocar curto-circuito em toda a rede elétrica da casa. Esse é um problema imediato e não pode esperar o tempo firmar. Nesse caso, chame o eletricista ou isole a tomada até que o defeito possa ser consertado.

Se você conseguir identificar o cano danificado, amarre um pano ou fita de vedação em volta( no local afetado ) e chame um profissional imediatamente.

Outro problema bastante comum, decorrente de fortes chuvas e tempestades é o destelhamento do telhado. Quando um telhado é construído, existem indicações de inclinações e telhas que devem ser utilizadas. Quando a inclinação do telhado é grande ou o local da sua casa está sujeito a grandes ventos, o fabricante recomenda até a amarração das telhas. Se a instalação não foi feita adequadamente ou surgiu uma situação ímpar que provocou o destelhamento, esse pode ser o motivo da goteira ou infiltração.

Saia de casa ou então, se você tiver acesso ao forro e isso for possível, procure tentar localizar algum ponto que esteja sem telha. Se for esse o motivo, você até pode tentar colocar uma nova telha no local.

No entanto, é preciso muito cuidado com a sua segurança, pois esse tipo de trabalho é bastante perigoso e deve ser evitado quando as telhas estiverem molhadas.

Regra número 1: por mais que a goteira incomode, é proibido subir no telhado úmido ou quando não se tem certeza de pisar nas telhas com segurança. Não são poucos os acidentes, como a queda de telhados ou lajes escorregadias.

Calhas entupidas ou sujas também podem provocar goteiras e infiltrações. Para sanar o problema é preciso limpá-las e também o bocal, retirando folhas e outros materiais que impedem o escoamento da água. Trata-se de uma tarefa simples, mas que também requer muito cuidado com os aspectos de segurança. É necessário retirar as telhas laterais e limpar com uma escova.

Quanto ao condutor, basta inserir um pedaço de madeira ou ferro para desobstruir. Podem existir, ainda, outros problemas, tais como ferrugem, emenda estourada ou buracos. Ou, ainda, talvez seja preciso trocar a calha.
Chame uma empresa especializada e solicite orçamento, antes de fechar contrato para resolver esse problema. Lembre-se, no entanto, que uma calha deve ser limpa periodicamente, para evitar esse tipo de problema e ter uma vida útil longa.


Uso de Aditivos

Os aditivos plastificantes são compostos orgânicos que, quando aplicados ao concreto ou argamassas, revestem os grãos de cimento e provocam, por meio de cargas elétricas, repulsão entre esses grãos. Essa repulsão promove um melhor “escorregamento” entre os grãos, ou seja, permite obter uma mesma fluidez com menor quantidade de água.

A água é um elemento indispensável às reações químicas necessárias ao endurecimento do concreto. Entretanto a quantidade de água suficiente para permitir essas reações é bem menor que a necessária para conferir ao concreto uma plasticidade adequada à sua utilização, resultando num excesso de água que sobra dentro da sua massa. Depois que se evapora toda essa água excedente, não utilizada nas reações, o espaço que estava sendo ocupado por ela, dentro da massa do concreto, transforma-se em bolhas e canalículos minúsculos.

A redução da água de amassamento proporcionada com a utilização de aditivos plastificantes traz um grande benefício ao concreto, pois ela é a responsável por sua maior porosidade e conseqüentemente menor resistência.

Muito utilizados atualmente, principalmente na composição de concreto estrutural, os aditivos plastificantes já são considerado por muitos autores como um de seus ingredientes básicos além do cimento, dos agregados e da água.

Esses aditivos são indicados em todas as situações em que se deseje obter um concreto de melhor qualidade, maior durabilidade, e onde atmosferas agressivas, tais como a presença de cloretos, exijam um concreto de menor porosidade, que venha a proteger de forma mais eficiente as armaduras. Por isso são muito utilizados também nos serviços de recuperação e reforço estrutural sobretudo por conferir maior plasticidade, resistência e impermeabilidade aos grautes e micro concretos.

Dentre os benefícios proporcionados pelos aditivos plastificantes podemos destacar:

- Poder atingir valores de abatimento elevados para os traços usuais, com isso auxiliar a concretagem de peças com grande concentração de ferros ou outras situações em que seja necessário um concreto mais fluido sem que seja prejudicada a sua resistência.

- Obter um concreto de melhor qualidade se comparado a um concreto de mesma plasticidade sem aditivo. A redução da quantidade de água (redução do fator água/cimento) acarreta várias vantagens como maior resistência mecânica, menor permeabilidade, menor retração e maior expectativa de durabilidade.

- Reduzir o consumo de cimento e conseqüentemente o custo do concreto. Poder utilizar um traço de concreto mais fraco para uma mesma resistência mecânica.

- Permitir uma estrutura mais leve, com peças mais esbeltas, pela elevação da resistência do concreto, e também com isso uma diminuição das fundações.

- Obtenção de estruturas de concreto com pouca ou nenhuma falha de concretagem, as chamadas “bicheiras”, devido à plasticidade obtida, sendo muito utilizado nas estruturas em concreto aparente.

Como fator negativo podemos citar o retardamento da pega do concreto, que normalmente ocorre com a utilização de aditivos plastificantes.

É recomendável também uma avaliação custo x desempenho e um rigoroso acompanhamento da dosagem no canteiro de obras, sem o qual a utilização do aditivo não deve ser indicada.

Além dos aditivos plastificantes existem ainda os aditivos superplastificantes, utilizados com a mesma finalidade, e que apresentam efeitos bem mais pronunciados que os primeiros.


Aquecimento de água

Aquecimento Solar - Instalação
O sistema de aquecimento solar deve ser instalado em conjunto com o sistema de aquecimento elétrico, para os momentos em que ele não for suficiente. É recomendável utilizar um resevatório maior para aumentar o tempo de autonomia do sistema.

Aquecimento Solar - Contra indicações
O sistema de aquecimento solar não é o mais indicado para regiões onde a temperatura chegue próximo de 0 ° C. Nestes casos, a água da tubulação pode congelar e estourar os canos ou conexões.

Aquecimento a gás - Instalação
O resevatório de água do aquecedor a gás deve ser instalado no nível mais baixo de uso da casa e as condições de ventilação devem ser garantidas. Para diminuir substancialmente o tempo de espera da água quente nos locais de uso, é recomendável que a tubulação tenha um ramal de retorno interligando o ponto de uso mais baixo ao aquecedor. Entretanto esta solução causa um consumo maior de gás.

 
VOLTAR
COLORADO MATERIAIS PARA CONSTRUÇÃO © 2016